Capital de Giro para empresas: como conseguir com ou sem banco

Capital De Giro Notícias E Artigos Contábeis Na Zona Leste Sp | Vance Contábil - Contabilidade digital em São Paulo – SP

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Capital de giro para o seu negócio pode ser a saída para manter seus compromissos em dia.

Desse modo, diante da situação de pandemia na qual nos encontramos com a queda das vendas e a permanência das despesas, é preciso identificar estratégias adequadas para conseguir capital de giro.

Pensando nisso, é fundamental que o empresário saiba exatamente de quanto sua empresa precisa fazendo um planejamento financeiro para que a quantia solicitada seja realmente a necessária ao seu negócio.

Então, faça um levantamento do saldo do seu caixa, somando os valores a receber no mês e em seguida, faça o levantamento de todas as obrigações (pagamentos) a serem efetuados no mês.

Além disso não esqueça de somar as despesas relativas a empréstimos e financiamentos. O resultado desse cálculo é sua necessidade de capital de giro mensal.

Faça projeções: os próximos meses na economia ainda são difíceis de prever. Se voltaremos à normalidade em pouco tempo, ou se essa situação vai se prolongar por vários meses não é uma resposta que temos com clareza. Por isso, a dica é fazer uma projeção para no mínimo quatro meses, realizando o cálculo acima para os meses seguintes

Achou complicado? Procure a Vance Contábil  que nós podemos te ajudar a realizar este controle.

Capital de giro sem recorrer ao banco:

Muitas empresas podem conseguir seu capital de giro sem recorrer à instituições financeiras. Como fazer?

1- Antecipar as vendas e os seus recebimentos.   

Priorize vendas à vista ou vendas no cartão de crédito. Para vendas no cartão, antecipe-as com o seu banco ou com a própria operadora do cartão.

Além disso se for vender a prazo priorize o boleto bancário. Cheques não são recomendados.

Seus clientes preferem comprar à vista?

Então, monte uma estratégia para deixar claras as vantagens de comprar a vista – juros altos no parcelamento.

Seus clientes preferem comprar a prazo?

Então, monte uma estratégia onde os juros estão embutidos mas você parcela no preço de à vista.

2- Estoque

Produto parado no estoque é dinheiro gasto à toa. Veja o que fazer com seu estoque:

Passo 1. Faça uma lista ABC com os produtos que possuem mais demanda. Esses são seus produtos de maior giro, o que significa que se transformam mais rápido em dinheiro. Priorize a compra destes produtos. Maior giro significa maior liquidez.

Entre em contato com a Vance Contábil, pois temos uma ferramenta que pode auxiliá-lo a verificar os produtos de maior e menor giro e enviar alertas quando um produto estiver acabando e quando estiver com estoque mínimo.

Passo 2. Faça promoções sobre os produtos de menor giro. É sobre os produtos com menos demanda que você pode dar desconto, não sobre os que você mais vende.

Passo 3. Não se superestoque. Ter estoques para mais de 30 dias pode ser danoso, dependendo da sua atividade.

3- Fornecedores

Não deixe os fornecedores na mão! Neste caso, prazos de pagamentos mais longos passam a ser fundamentais em uma estratégia de preservação de caixa. Confira o que fazer:

Passo 1-Fornecedores de menor relevância na sua cadeia de vendas devem ter os pedidos diminuídos – lembre-se de que eles são relevantes para alguém.

Passo 2-Fornecedores prioritários: a fim de ter mais prazo e crédito, às vezes a estruturação de uma garantia funciona. Pegue o telefone e ligue. Mensagens por e-mail são frias e não estreitam o relacionamento.

4- Impostos

Verifique com a Vance Contábil a possibilidade de parcelar impostos. A multa pode parecer cara, mas o prazo do parcelamento e os juros cobrados acabam se diluindo no tempo.

Preserve, sempre, o prazo legal de vencimento das CND’s – fundamentais para a continuidade do seu negócio.

Além disso muitos impostos também foram prorrogados o que também é uma opção.

5- Funcionários e salários

Passo 1. Jamais deixe de pagar salários. Isso é o começo do fim. Em vez disso, caso realmente esteja precisando reduzir os salários dos seus colaboradores, dê uma olhada nas medidas provisórias implementadas pelo governo para as empresas superarem a crise sem precisarem demitir os funcionários.

Passo 2. Analise profundamente a eficiência da sua empresa. Em momentos de crise, é hora de voltar para dentro e se tornar mais enxuta e eficiente: pense em como automatizar processos e tornar as horas de trabalho mais produtivas.

Passo 3. Utilize o expediente de férias para fechar temporariamente parte do negócio. Se, assim como em muitas empresas, no seu negócio as vendas diminuíram, você pode antecipar as férias. Assim, quando o cenário econômico melhorar, você terá mais pessoal para lidar com a grande demanda.

6- Investimentos

Todos os investimentos com prazo de retorno esperado acima de 6 meses devem ser suspensos.

Então, invista somente naquilo que trará retorno no curtíssimo prazo.

7-Vendas

Passo 1. Feche unidades deficitárias. Você tem uma loja que não está vendendo bem? Pense na possibilidade de fechá-la e apostar somente naquelas que estão te trazendo saldo positivo, ou aposte no online. Postergar o fechamento somente aumenta a sangria do seu caixa.

Passo 2. Tudo o que envolver o isolamento do seu cliente deve ser analisado. Seu cliente está em casa? Saiba como falar com ele e entregar os produtos sem que ele precise se deslocar. Vendas eletrônicas e delivery devem ser analisados.

8- Custos e Despesas

Corte os custos e despesas ao máximo. Mas siga estes passos para não errar:

Passo 1. Analise seu processos e torne-os mais fluidos e eficientes. É hora de automatizar para reduzir gastos. Aposte em redução de trabalho manual, automatize o que for possível.

Passo 2. Viagens, marketing em produtos que não são carro-chefe, pequenas reformas, tudo isso deve ser revisto. Além disso o que não for necessário agora deve ser pausado imediatamente.

Contudo, se após todas estas medidas o capital de giro ainda não for o necessário…..

Capital de giro recorrendo ao banco:

Diversas linhas de crédito emergenciais foram anunciadas pelo governo e por bancos, buscando garantir a sobrevivência dos negócios nesse momento de crise.

No entanto, para ter acesso ao crédito, a primeira coisa que o empresário precisa estar ciente é que os critérios de análise das instituições financeiras, por enquanto, não tiveram alterações, sendo assim, continuarão analisando cadastro e score.

Pensando nisso, simule o valor da parcela que cabe no seu caixa: com base nas informações financeiras da empresa, é importante que o empresário avalie qual é o valor da parcela que cabe no seu fluxo de caixa. Isso vai ser fundamental para determinar o número de parcelas e não prejudicar o relacionamento com a instituição financeira em caso de inadimplência.

Desse modo pesquise as linhas de crédito disponíveis: Quanto mais informado sobre as linhas de crédito disponíveis, melhores são suas chances de negociação. Pesquise as condições do banco no qual sua empresa tem conta e também de instituições concorrentes.

Então, reúna os documentos necessários.

Dê importância aos documentos necessários para acessar crédito, pois podem se tornar uma negativa para o acesso. De maneira geral, as instituições financeiras exigem documentação jurídica da empresa, documentação financeira, plano de negócios, informações sobre o(s) dono(s) e garantias. Confirme quais são exigidos pela instituição financeira em que você está solicitando crédito e esteja preparado.

 

Fonte                                                                                                                                                                        Fonte 2

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Análise Swot Ou Análise Fofa - Contabilidade digital em São Paulo – SP

Análise SWOT ou Análise FOFA: o que é e como fazer

Um dos clássicos da administração estratégica, a análise SWOT ou análise FOFA, é um conceito importante para as empresas enxergarem as áreas do negócio de uma maneira que ajude nas ações e estratégias. Uma estratégia que auxilia o empreendedor em uma

Guia Para Fazer Planejamento Estrategico - Contabilidade digital em São Paulo – SP

Guia para fazer planejamento estratégico

O planejamento estratégico de uma empresa é um dos pontos mais importantes para quem deseja ter sucesso no seu negócio. Afinal, é nesta etapa que serão definidos os principais objetivos da organização e os possíveis caminhos para atingi-los da maneira

Fornecedores Saiba Como Encontrar Os Melhores Parceiros 640x360 - Contabilidade digital em São Paulo – SP

Fornecedores: saiba como encontrar os melhores parceiros

Os fornecedores são peças-chave para as empresas, ainda mais quando falamos em e-commerce e Marketplace. Se os produtos vendidos pela marca não são produzidos pela mesma, ela precisa conseguir esses recursos, e nem sempre ir direto na fábrica é uma boa

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Como funcionam os prazos de vencimentos dos impostos?? Devemos ficar…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top

Área do Cliente





Esqueci minha senha